Com qual idade a criança pode optar com quem fica em uma disputa de adoção?

Feita por >Ivete>. 29 Out 2014 2 respostas

Crio uma criança desde bebê, hoje ela está com 11 anos e, durante um curto espaço de tempo (alguns meses), ela morou com a mãe biológica em Florianópolis. Depois disso, a mãe teve um problema financeiro e a trouxe de volta à São Paulo. Hoje ela tem os amigos, a escola, a "nova família" e tudo que diz respeito a uma vida em família aqui em São Paulo. A mãe não me dá a guarda e não ajuda em nada na criação e necessidades da menina. Há alguma possibilidade de entrar com processo de adoção e a menina optar com quem quer ficar?
Grata.

2 respostas

  • A melhor resposta

    Prezada Sra. Ivete, bom dia!

    Pela situação exposta, entendemos que o primeiro passo será a busca no judiciário para guarda da menor.

    Considerando o histórico de acompanhamento e a própria guarda propriamente dita da criança, bem como, tendo em vista que a criança já possui idade suficiente para expressar sua vontade, entendemos que não haveria maiores complicações para o processo de guarda.

    Com relação ao processo de adoção, seria uma questão mais dificultosa e de maior tempo de discussão no judiciário.

    Esperamos ter auxiliado na sua dúvida!

    Atenciosamente,
    Jeisemara Fernandes - Advogada
    Curitiba - Paraná

    Upload feito em 04 Novembro 2014

    Logo Fernandes Sociedade De Advogados

    865 respostas

    19000 pontuações positivas

Explique seu caso à nossa comunidade de advogados!

Qual é a sua dúvida? Advogados especializados no assunto respondem grátis à sua pergunta
Verifique se há perguntas similares já respondidas:
    • Escreva de forma correta: evite erros de ortografia e não redija tudo em maiúsculas
    • Expresse-se de forma clara: use uma linguagem direta e com exemplos concretos
    • Seja respeitoso:não use vocabulário inadequado e mantenha as boas maneiras
    • Evite SPAM: não coloque informação pessoal (telefone, e-mail, etc.) nem publicidade

    Se o que você deseja é pedir informação como cliente, clique aqui
    Como você deseja enviar sua pergunta?
    Você pode incluir uma foto que ajude a explicar melhor sua pergunta
    Excluir
    Nome (será publicado)
    E-mail em que receberá as respostas
    Para que possam atender-lhe por telefone
    Para escolher expertos da sua região
    Para escolher aos expertos mais adequados
    • 1500 advogados à sua disposição
    • 7250 perguntas feitas
    • 6250 respostas dadas
    • Bom dia, Ivete,
      O seu cão parece bem simples. O interesse da criança é que prevalece. E se a criança morou todo esse tempo com você, a guarda de fato já se opera, bastaria confirmá-la judicialmente.
      Assim, a guarda pode ser requerida ao juízo do local onde a menor tem domicílio, devendo você fazer prova do alegado, bem como solicitar a oitiva da criança.
      A adoção é um processo mais complicado. Estaria condicionada à destituição do poder familiar dos pais, caso fosse comprovado que eles não cumpriram seus deveres familiares em relação à criança.
      Sugiro ingressar com a ação de guarda primeiro.
      Ao dispor,
      Mayra I. Santana
      OAB/RJ 167679

      Upload feito em 03 Novembro 2014

      Anônimo