Filho de 16 anos pode escolher com quem quer morar?

Feita por >Cleonice>. 27 Abr 2015 4 respostas

Meu filho de 16 anos fica lá e cá, uns dias em casa e outros na casa do pai. Como ele repetiu o ano, eu deixei sem internet, sem sair, só sai se for comigo ou alguém da minha família, mas com amigos não estava deixando sair. Não quer saber de trabalhar, estava fazendo estágio remunerado, mas saiu. Ele disse que queria morar com o pai, porque lá ninguém pega no pé dele, nem o pai e nem os avôs, o pai deixa ele dirigir, deixa sair com os amigos, o pai vai para a casa da namorada sexta e só volta sábado ou domingo, e o menino fica à vontade, a avó já é idosa, não consegue contê-lo, lá ele tem internet livre, o pai não olha os cadernos, faz 5 anos que me separei, ele só foi em uma reunião escolar, porque eu não pude ir, nesses 5 anos.
Além de eu ter descoberto que ele estava usando cigarros de maconha, próximo à casa do pai, bem embaixo do nariz dele. Às vezes ele faz chantagem, fica com joguinho de deixar um contra o outro e de achar que tem direitos, até mesmo de eu pegar a parte dele da pensão e dar na mão dele. Se for preciso ir ao fórum, como devo proceder?
Quais argumentos posso utilizar para resolver isso? Sem ser muito desgastante, porque já me desgastei muito com isso. Tenho chance de o juiz não autorizar ele a morar com o pai? Agradeço a atenção desde já.

Assuntos relacionados

4 respostas

  • A melhor resposta

    Olá pessoal, eu tenho a guarda dele, mas por ele já ter 16 anos, ele mesmo diz que escolhe onde quer ficar, tenho outro de 9 anos, do mesmo pai. Ele paga uma pensão de 16% porque tem outro filho de um relacionamento anterior ao meu, hoje esse filho tem 19 anos, não sei se posso pedir revisão de pensão. Mas o meu de 16 sempre que fica mais dias com o pai, o pai me pede para devolver a metade desses 16%. Sendo que só a escola do de 9 anos eu pago R$ 340 que já é quase o valor todo da pensão, ele paga R$ 380 de pensão. Sinceramente, tenho até receio de pegar um juiz e promotor que não investiguem, pois de provas eu tenho das coisas erradas que andava fazendo perto da casa do pai e quando estava lá. Pois a advogada do pai pode orientá-lo a requerer guarda compartilhada, só para não ter que pagar mais nada. Agradeço a atenção de todos, muito obrigada.

    Upload feito em 05 Maio 2015

    Cleonice

Explique seu caso à nossa comunidade de advogados!

Qual é a sua dúvida? Advogados especializados no assunto respondem grátis à sua pergunta
Verifique se há perguntas similares já respondidas:
    • Escreva de forma correta: evite erros de ortografia e não redija tudo em maiúsculas
    • Expresse-se de forma clara: use uma linguagem direta e com exemplos concretos
    • Seja respeitoso:não use vocabulário inadequado e mantenha as boas maneiras
    • Evite SPAM: não coloque informação pessoal (telefone, e-mail, etc.) nem publicidade

    Se o que você deseja é pedir informação como cliente, clique aqui
    Como você deseja enviar sua pergunta?
    Você pode incluir uma foto que ajude a explicar melhor sua pergunta
    Excluir
    Nome (será publicado)
    E-mail em que receberá as respostas
    Para que possam atender-lhe por telefone
    Para escolher expertos da sua região
    Para escolher aos expertos mais adequados
    • 1500 advogados à sua disposição
    • 7300 perguntas feitas
    • 6300 respostas dadas
    • Aos 12 anos, ele já pode escolher com quem morar. Aos 16 já tem direito a pedir pensão. A união dos pais e dos avós é bom para amenizar a situação de drogas. Porem limitar um adolescente com 16 anos é meio que nadar contra a maré. Se aos 16 anos, ele tem esse comportamento, alguém pensou tarde demais! O diálogo, compreensão é a única solução. O amor também.

      Upload feito em 08 Agosto 2015

      Kika
    • Boa tarde,
      Devido a idade de seu filho será mais complicado exigir que ele fique somente sob sua guarda, mas você pode ingressar com ação pedindo para a guarda seja sua e impedindo que seu filho fique por muito tempo com o pai. Vai depender muito do juiz.
      Abraços

      Upload feito em 05 Maio 2015

      Logo Fernandes Mazeto Advocacia

      38 respostas

      4096 pontuações positivas

    • Prezada Cleonice, infelizmente não há como resolver a situação sem desgaste. Terás que enfrentar a barra. Justamente tudo isso que estás colocando são as maiores razões para você tentar dar um final de orientação ao seu filho. Irá depender muito da disposição dos operadores, juiz e promotor, onde cair esse processo. Desejo-te sorte. Abs Prof. Padilla
      1 MMM um Mundo Muito Melhor só depende de sermos o exemplo!

      Upload feito em 30 Abril 2015

      Logo Luiz Roberto Nuñes Padilla

      1 resposta

      905 pontuações positivas