Não pode se deslocar a nenhum escritório?
Encontre um advogado online
Acesso escritório Cadastre grátis seu escritório

Quais obrigações da intermediária em relação à pensão alimentícia?

Feita por >Eloisa>. 18 abr 2018 1 resposta

Bom, em fevereiro de 2016 eu me separei do meu ex marido, alguns meses depois conheci um rapaz por meio das redes sociais, fomos conversando falando dos nossos relacionamentos anteriores e o pq da separação, acabamos se aproximando e ele sempre dizendo que queria algo sério;algo que nunca aconteceu, pessoas próximas me dizia que ele estava com outras mas ele negava, depois ele mesmo me mandou uma msgs dizendo que amava outra, uma semana depois eu sofri um acidente , tive fratura exposta quebrei a tíbia em dois lugares e fiquei 22 dias internada, sem acompanhante meu ex marido se ofereceu para acompanhante , aceitei pois precisava muito

Assim que recebi alta, em casa meu ex marido continuava me ajudando, me levando para fazer curativos, exames, comprando remédios e muitas outras coisas, eu não aguentava em pé desmaiava sempre q tentava levantar, algum tempo comecei a sentir dores abdominais e preocupada minha mãe me orientou fazer uma ultra som pois poderia tá com algo por dentro devida a pancada do acidente , fiz a ultra e para minha surpresa eu estava grávida, foi um susto, desespero na situação que eu estava, a perna infeccionada, indo todo mês ao ortopedista , e eu não percebi a gravidez pq tomava muitos antibióticos e pulava muito , segundo a obstetra era pq a placenta estaria fora do lugar e a ultra som que fiz já estava de quase 6 meses de gestação.

Então, eu não tive mais contato com a pessoa que é o pai da menina, soube por terceiros que ele havia ido pra outro município morar, assim q eu encontrei ele pelas redes sócias eu o avisei dessa menina, ele me ofendeu várias vezes, duvidando da minha palavra , insinuando diversas coisas, escondeu da mãe dele e da namorada que tinha uma filha, por insistência minha ele disse que queria o DNA mas mesmo assim não me respondia Mais, ignorava meus recados, e me bloqueou nas redes socias

Assim meu ex marido registrou a minha filha como se fosse dele, batizou ela no nome dele e muitas outras coisas ele me ajudou

Eu procurei saber da mãe dele através de uma moça que trabalhou com a mãe

A mãe dele a avó da menina me ligou, me ofendeu tbm, me chamou de mulher fácil e muitas outras coisas pelo celular

Disse que a menina não era neta dela e só seria se estivesse na certidão e já que Eu dizia q era neta era pra mim ir até o trabalho dela que ela marcaria um dia para fazer o DNA no laboratório que ela escolheria, fui la

Ela viu a menina e começou a chorar disse que o filho era um cachorro e nem precisava do exame pois era a cara do pai mas mesmo assim fizemos o DNA e claro positivo

EU soube pela própria sobrinha da avó que ela já tinha conhecimento da existencia da menina mas que não fez questão nenhuma

Depois do exame ela vem me ajudando mas ao contrário do pai , pai da menina que nunca me ligou ou procurou saber da menina, ele vem a porta da minha casa mas vira a cara pro outro lado, vem forçado pela mãe pra buscar a menina mesmo não estando registrado por ele, pois ele não faz questão

A avó força ele a buscar a menina, tão querendo trocar o nome da menina , eu escolhi um nome e querem outro e querem alterar a certidão de nascimento

Eu soube que ela contratou um advogado particular pq quer alterar a certidão e exige que o pai registral assine mesmo a avó não ter conversado comigo ou com pai registral da menina se nós queremos alterar algo e eu pesquisei alguns comentários na internet e vi que só podem alterar a certidão se o pai registral quiser ou se a menina for maior e quiser alterar o nome

E ela sabendo que eu estou em relacionamento e o filho tbm tem uma outra pessoa ela fica insistindo e dizendo que ora para eu e o filho ficar juntos ideia frustada dela kk, quando levo a menina no trabalho dela, ela me chama de nora, fico até envergonhada com a situação pois o filho está em relacionamento e eu tbm

E ela fez um senhor que poderia ser meu avô ficar me ligando dando em cima de mim, um mês depois soube q ela havia passado meu contato , oque será que ela pretendia com isso?

Alguma prova contra mim para tentar tirar minha filha de mim?

Ela a avó diz que é intermediária do filho e que o filho nao tem obrigação nenhuma de conversa comigo e nem a justiça obriga isso, pelo meu cálculo salario da avó chega a ser quase 9 mil por mes e me ajuda com apenas 200 por mes é justo? Moro de aluguel, 300 reais, tenho muito gasto com leite, fraldas, remédios

Preciso de opiniões

A melhor resposta

Boa Noite, esse caso é um pouco complicado, na questão alimentar, o que poderia se requerer é a pensão alimentícia e também a investigação de paternidade, se fosse o caso. Na questão da certidão da criança, se o mesmo desejaria alterar a mesma, você poderia contrapor informado a ausência dele, o abandono familiar, entre outros procedimentos, inclusive por meio de testemunhas. Se o mesmo deseja a guarda, também pode-se contrapor a todos os argumentos deles, no mínimo, se ele quiser, regulamentar as visitas dele a criança.

Outra possibilidade é um acordo entre as partes, mas se tiver interesse e quiser regularizar tudo isso judicialmente, pode fazê-lo por meio de um ação judicial única e que resolveria tudo isso.

A resposta foi útil para você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

Perguntas similares

Ver todas as perguntas
Pensão alimentícia e demissão. Quais os meus direitos?

1 resposta, última resposta em 16 Julho 2017

Pensão alimentícia atrasada propositalmente

1 resposta, última resposta em 29 Julho 2015

O pai da minha filha nunca deu nada, quais os direitos que ela tem?

1 resposta, última resposta em 08 Novembro 2017

Ajuda jurídica em processo de divórcio

1 resposta, última resposta em 16 Junho 2019

Recebimento de verbas rescisórias por falecimento: união estável

1 resposta, última resposta em 20 Novembro 2019

O pai do meu filho não tem sido bom exemplo

2 respostas, última resposta em 24 Abril 2017