MundoAdvogados.com.br
No Google Play Na App Store

Vítima de acusações falsas e mentirosas

Feita por >Magna Cristina>. 15 Nov 2017 1 resposta  · Advogados online

Complementando uma outra questão:

Revisão, prestação de contas e guarda compartilhada

Feita por >hamilton fabiano frias>. 22 Jun 2017 1 resposta

sou divorciado e tenho um filho de 16 anos que mora com ex no caso a mae dele, pago um salario minimo de pensão, deposito direto na conta da mãe dele, desconto o plano de saude que pago pra ele que é descontado na minha folha de pagto. a mãe dele o tirou da escola particular e cortou o escolar, agora ele estuda em escola normal e vai a pé para escola no sol e na chuva e frio, tudo a pé, ele fica comigo nos feriados e fins de semana, na minha casa onde ele mora comigo ele tem uma cama, um quarto, suas gavetas, roupas, cuecas, cobertas, lençoes, travesseiros, escova de dentes, enfim ele quase mora comigo, ele prarica a guarda compartilhada, só não fica comigo pq tem dó da mãe dele que o larga sozinho para viajar com o novo marido dela, fica 10 dias fora, viaja todos mes, praticamente duas vezes por mes viaja e o deixa sozinho em casa eu vou e o busco pra outra casa dele, além disto tudo ela esta fazendo uso indevido do dinheiro, ele não vê o dinheiro, as vezes de vez em qdo ela dá eles tipo 20,00, qdo esta comigo o deixo de carro na escola e qdo esta na casa da mae dele vai a pé, mais de 2km de distancia, gasta 30 mnt a pé, quero meus direitos, ela usa o dinheiro dele pra viajar, no sitio dela, e com o novo marido que não trabalha, ambos vivem viajando e o meu filho fica sem ver a cor do dinheiro, quero os meus direitos, como fazer????



Com relaçao a esse caso apresentado.Reconheci uma historia muito semelhante.Com algumas diferenças de versões.

Uma amiga íntima minha, passou por uma situaçao semelhante.O ex marido a traiu com a mulher do irmão morto.O que a fez se divorciar dele.Tendo os dois três filhos, sendo que um deles ainda e menor de idadee recebe uma pensão de novecentos reais estipulada pelo juiz.O pai paga o dia quer.A mãe do filho foi obrigada a retira-lo da escola particular ja que essa pensão não seria suficiente para pagar as mensalidades,vestuário ,alimentaçao, entretenimento ,e outras necessidades que tem um adolescente.O garoto optou por sair do transporte escolar,ja que a escola fica a duas quadras de sua casa.Aos outros filhos nada foi dado.A menina ja tem 25 anos,e apesar de fazer faculdade,nunca recebeu nenhuma ajuda.Pelo.contrário,abriu mão de receber sua parte por pena desse pai.O outro filho ja casado e pai de dois filhos nada recebe de ajuda do pai.

O pai,ex marido,traidor nunca adquiriu uma casa para a família.Viveu na casa construida no terreno herdado da mãe dessa ex. até o divórcio.

A ex mulher,minha amiga sempre trabalhou em dois empregos para ajudar no sustento da família. Hoje ela se casou novamente e tem um companheiro com quem contar.Homem trabalhador,autonomo,comerciante,pedreiro de primeira linha que inclusive a ajuda com as despesas de todos da casa.Muito carinhoso com os filhos dela,o que deveria ser função do pai.Porém esse,está impossibilitado de exercer suas funções, já que agora ocupa-se em ser pai dos filhos da outra mulher com quem vive.Ele chega ao cúmulo de comparecer aos encontros de familia da ex esposa na casa de campo que pertence a ela,como se fosse normal trazer a ex cunhada como companhia .Ja que o mesmo nunca a ajudou a pagar pelo terreno ou construir sua casa.Nem sequer quis ter conhecimento a esse respeito.Ela também viaja,deixando seu filho menor de 16 anos aos cuidados dos irmãos maiores e dos tios e primos que convivem harmoniosamente em ambiente familiar.Mas ao contrario dessa mulher citada acima,não viaja duas vezes por mês.Com a duraçao de dez dias cada vez,já que a mesma trabalha. Nem sei como seria possível a uma pessoa que trabalhe em um emprego fixo faltar nesse serviço por 20 dias,no caso.

O ex marido diz querer a guarda compartilhada do filho,provavelmente para diminuir a pensão alimentícia.Porém mora na casa da atual companheira herdada do falecido marido,dividida com os filhos.Onde nao há um quarto para o filho,somente,pois ele divide o quarto com esses dois.E a cada dia que passa tem frequentado menos essa casa,passando ate 40 dias sem ir a casa do pai mesmo tendo liberdade para tal.

Mas como faz parte da mei do retorno.Tudo o que se faz...Se recebe.Este homem com certeza ira colher os frutos que ele plantou tão rasamente.

Nesse contexto o que caberia ser feito pela dona dessa história caso ela se sinta exposta e vitima de acusações falsas e mentirosa pelo ex, que com certeza não tem nehuma prova onde se basear para acusa-la?

anos

A melhor resposta

Em atenção ao seu pedido de assessoria jurídica, podemos orientá-lo no caso de forma a resolver da melhor forma seu problema. Para tanto informamos que o custo deste serviço é de R$ 300,00.
Estamos à disposição.
Att.
Paulo.

A resposta foi útil para você?

Sim Não

Obrigado pela sua avaliação!

Perguntas similares

Ver todas as perguntas
Fui vítima de uma queixa mentirosa, quais os meus direitos?

1 resposta, última resposta em 13 Janeiro 2018