Acesso escritório Cadastre grátis seu escritório

Cuidados ao publicar fotos de filhos pequenos nas redes sociais

Publicar uma foto do seu filho na Internet é uma atitude inocente, certo? Sim, mas que pode ter consequências distintas das que você imagina. Veja a seguir os cuidados que deveria adotar.

12 Abr 2019 Privacidade e novas tecnologias - Leitura: min.

Advogados

Hoje em dia é praticamente impossível encontrar uma pessoa que está totalmente por fora das redes sociais. Muitos dos que estão afastados, já experimentaram ter um perfil em alguma das plataformas mais utilizadas, o que os coloca, em algum momento, como parte integrante deste movimento social.

Pais, orgulhosos da evolução e crescimento dos seus filhos, são um público muito ativo nessas plataformas. Compartilhar fotos e momentos é uma forma de se aproximar da família e amigos, de fazê-los partícipes de toda a ilusão que sentem. No entanto, um ato inofensivo como esse pode ter enormes riscos.

Você sabia que um dos crimes mais cometidos na Internet no Brasil é a pedofilia? Fotos íntimas envolvendo crianças e adolescentes se disseminam rapidamente através da rede de computadores, e também pelos grupos de mensagens nos celulares. Expor crianças com pouca roupa, na piscina ou praia, durante o banho ou situações similares pode, na verdade, contribuir para atrair olhares mal-intencionados.

É uma realidade dura, que nenhum pai ou responsável gostaria de admitir como provável, mas que acontece mais do que se imagina. Por isso, é preciso ter cuidado. As fotos de crianças e adolescentes podem ser a porta de entrada a outras formas de seguimento virtual, como pode ser os check-ins feitos no Facebook, por exemplo. Um criminoso poderia ter acesso a informações detalhadas sobre a rotina dessa criança ou adolescente, e criar um perfil falso, por exemplo, para conseguir travar conversação e se aproximar da vítima potencial, virtual ou presencialmente.

Tipos de fotos que você não deveria publicar

Se você tem filho pequeno em casa e se preocupa sobre o teor das publicações que está fazendo na Internet sobre a vida familiar, confira alguns tipos de imagens que você deveria evitar divulgar:

  • fotos da criança no banho ou de fraldas
  • fotos que indiquem onde a criança estuda
  • fotos que ajudem a identificar onde a criança mora
  • fotos com a geolocalização do celular ativada
  • fotos que indiquem que vocês estão viajando e para onde
  • fotos que poderiam ser interpretadas como algo “vexatório” pelo seu filho/a no futuro

shutterstock-1125883754.jpg

Também é muito importante redobrar os cuidados quando está compartilhando fotos de menores que não são seus filhos. É fundamental que os pais autorizem a publicação, bem como o seu teor. Afinal, você pode estar ferindo a intimidade de um terceiro, mesmo sem haver má-fé.

Como denunciar o uso indevido dessas fotos?

Se você descobrir que uma foto do seu filho está sendo usada ou difundida sem a sua autorização, é importante notificar os autores para que parem a difusão. Diante da negativa, é importante denunciar o fato à Polícia. Em casos mais graves, em que o material é usado para fins delitivos (pornografia ou pedofilia), o registro da ocorrência é urgente e indispensável. Sem ele, não haverá investigação nem responsabilização dos criminosos.

Esse tipo de situação sempre pode gerar constrangimento e experiências traumáticas para a criança e adolescente. Aposte sempre por um diálogo franco e aberto sobre os riscos que as redes sociais oferecem, direitos e deveres para manter um perfil nesse tipo plataforma… é a forma mais efetiva de evitar dores de cabeça futuras.

Fotos: MundoAdvogados.com.br

3 Curtir

Deixe seu comentário

INFORMAÇÃO BÁSICA SOBRE PROTEÇÃO DE DADOS
Responsável: Verticales Intercom, S.L.
Finalidades:
a) Envio de solicitação ao cliente anunciante.
b) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços próprios.
c) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços de terceiros de diferentes setores de atividade, podendo implicar repasse dos dados pessoais a esses terceiros.
d) Segmentação e elaboração de perfis para fins publicitários e para prospecção comercial.
e) Gestão dos serviços e aplicativos oferecidos pelo Site ao Usuário.
Legitimação: Consentimento do interessado.
Destinatários: Está previsto o repasse dos dados aos clientes anunciantes para atender suas solicitações de informação sobre os serviços anunciados.
Direitos: Tem o direito a acessar, retificar e eliminar os dados ou se opor ao tratamento dos mesmos ou a alguma das finalidades, bem como outros direitos, como se explica na informação adicional.
Informação adicional: É possível consultar a informação adicional e detalhada sobre Proteção de Dados em mundoadvogados.com.br/proteccion_datos

Comentários (1)

  • Ingryd Lima

    A madrasta do meu filho colocou uma foto com ele nas redes sociais ela de roupas íntimas i eu como mãe não gostei oque eu devo fazer ??

  • Você não pode deixar de ler...