MundoAdvogados.com.br
No Google Play Na App Store

Você sabe o que é direito internacional?

O direito internacional se divide em dois, público e privado. Ambos tratam das relações entre as leis de diferentes países. Quer saber um pouco mais sobre o tema? Confira as dicas do artigo.

21 Set 2016 Dicas sobre advocacia - Leitura: min.

Advogados

Você já ouviu falar em direito internacional? Sabe quais são as áreas de atuação desse ramo do direito e em que momentos deve recorrer a seus preceitos? Se a resposta for não, este artigo não deixa de ser uma oportunidade para saber mais sobre o tema.

Antes de qualquer coisa, é importante destacar que o direito internacional se divide em dois: o público e o privado. Um trata de questões relacionadas aos Estados, enquanto outro trabalha com causas individuais ou mesmo empresariais.

Direito internacional privado

O direito internacional privado, como o próprio nome diz, trata de questões particulares. Busca as melhores soluções para conflitos com leis e diferentes jurisdições. São analisadas as regras, questões políticas para alcançar a decisão que melhor se aplica a cada caso.

Esse ramo do direito trabalha com questões físicas (de pessoas) e jurídicas (de empresas). São processos como casamentos e divórcios, naturalização, cidadania, imigração e comércio internacional.

Direito internacional público

Nesta parte concentram-se as normas que determinam as relações externas entre os países, mas sempre respeitando a soberania de cada nação. São casos envolvendo questões de divisas, como terrestres, aéreas ou marítimas, situações de proteção internacional do meio ambiente, uso de força militar, disputas econômicas e também relações de comércio.

Além disso, o direito internacional público também cuida das relações entre organizações internacionais intergovernamentais, como o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a Organização das Nações Unidas (ONU). Ainda trabalha com questões relacionadas às organizações não-governamentais (ONG's), como WWF ou Greenpeace, por exemplo.

shutterstock-125735678.jpg

Vale lembrar que as normas podem ocorrer de duas formas:

  • bilateral: que ocorre quando há um acordo entre as duas partes (países),
  • multilaterais: quando envolve mais de dois países.

Em ambos, as nações se comprometem a aplicar as decisões em seus próprios territórios. Essas normas, quando aceitas por todas as partes, passam a ter superioridade às leis nacionais vigentes de cada país.

Uma vertente mais

Além dos enfoques público e privado, o direito internacional ainda atua em outro campo: o humanitário. Esse ramo é bastante utilizado em conflitos, as guerras, por exemplo. Visa acelerar e garantir o direito de civis (pessoas que não participam do conflito), com o objetivo de minimizar o sofrimento de inocentes.

Você precisa resolver alguma questão em outro país ou quer saber mais sobre o tema? Então entre em contato com um advogado especializado em direito internacional.

Foto: por MundoAdvogados.com.br

Deixe seu comentário

INFORMAÇÃO BÁSICA SOBRE PROTEÇÃO DE DADOS
Responsável: Verticales Intercom, S.L.
Finalidades:
a) Envio de solicitação ao cliente anunciante.
b) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços próprios.
c) Atividades de publicidade e prospecção comercial, por diferentes meios e canais de comunicação, de produtos e serviços de terceiros de diferentes setores de atividade, podendo implicar repasse dos dados pessoais a esses terceiros.
d) Segmentação e elaboração de perfis para fins publicitários e para prospecção comercial.
e) Gestão dos serviços e aplicativos oferecidos pelo Site ao Usuário.
Legitimação: Consentimento do interessado.
Destinatários: Está previsto o repasse dos dados aos clientes anunciantes para atender suas solicitações de informação sobre os serviços anunciados.
Direitos: Tem o direito a acessar, retificar e eliminar os dados ou se opor ao tratamento dos mesmos ou a alguma das finalidades, bem como outros direitos, como se explica na informação adicional.
Informação adicional: É possível consultar a informação adicional e detalhada sobre Proteção de Dados em mundoadvogados.com.br/proteccion_datos

Comentários (1)

Você não pode deixar de ler...